CONFRARIA GASTRONÓMICA DO BACALHAU - Apartado 85, 3834-909 ÍLHAVO - PORTUGAL

Início
Confraria Gastronómica do Bacalhau
"Até que o mar nos separe"

"Até que o mar nos separe" apresentação pela Jornalista Maria José Santana.

 

Livro_MMI-6

 

Livro_MMI-2google

 

Livro_MMI-1

 

Com o auditório do MMI quase cheio de amigos, realizou-se no passado dia 26 a apresentação do primeiro romance de Maria José Santana, Jornalista do Diário de Aveiro e colaboradora do Público. Presentes oito Confrades, tendo o n/ Grão Mestre aberto a sessão com a canção do Mar.

 

Livro_MMI-3

 

Livro_MMI-4

 

No final seguiu-se um convívio com a degustação da Patanisca de Honra que teve o apoio da Liporfil, empresa transformadora de Bacalhau e que nos irá "apoiar" no Festival do Bacalhau.

 

Livro_MMI-5

 

 

Confraria do Bacalhau em Biercée na Bélgica

 

No passado dia 13 de Julho a Confraria Gastronómica do Bacalhau de Ílhavo esteve presente em mais um Capítulo na Bélgica. Desta vez foi na vila de Biercée famosa pela sua destilaria.

A Confraria do Bacalhau, esteve presente no 40º Capítulo da Confraria de Taste-Cerise de Biercée.

 

Biercee-1

 

Biercee-2

 

Desde 1850 que a Cereja é o produto de eleição da vila de Biercée e esta Confraria que nasceu em 1975, defende este produto nas suas variadas aplicações.

Esta Confraria promove atividades junto dos jovens da região, mas os seus principais objetivos são a defesa do "Flambée" que é um licor de cereja, semelhante à nossa "Ginjinha", a cereja da região, os produtos da destilaria de Biercée, bem como a famosa Tarte de Cerejas. Defende igualmente o folclore e a gastronomia da região.

 

O dia iniciou-se com o habitual pequeno-almoço na destilaria de Biercée, seguindo-se o desfile pelas ruas da vila.

 

Biercee-3

 

Biercee-4

 

Biercee-5

 

Após o desfile, segui-se a Bênção da Tarte e canto do Hino "O Tempo das Cerejas" na igreja paroquial e "copo de amizade" da escola local.

 

Biercee-6

 

De novo na destilaria de Biercée, realizou-se a cerimónia de Entronização, onde o Confrade Frederico Martins foi entronizado como "Companheiro de Honra" da Confraria, ligando desta forma as duas Confrarias.

 

Biercee-7

 

O dia terminou com o almoço, onde foi servida a famosa Tarte de Cereja gigante da Confraria. Esta famosa Tarte tem 1,5m de diâmetro e foi confeccionada com mais de 2000 cerejas.

 

Biercee-8

 

 

Confraria do Bacalhau em Havelange na Bélgica

 

No passado dia 13 de Julho a Confraria Gastronómica do Bacalhau de Ílhavo esteve presente no 36º Capítulo da Confraria dos Toûrsiveux dè Gros Tiyoû.

 

Havelange-1

 

Esta Confraria localiza-se na vila de Havelange provincia de Namur, produzindo e defendendo o seu famoso "Elixir da Juventude".

 

Havelange-6

 

O dia iniciou-se com o pequeno-almoço, seguido da benção do Licor na Fonte dos Toursiveux e desfile.

 

Havelange-2

 

O Capítulo este ano tinha por tema o Cinema, por isso houve apontamentos de teatro e representação durante todo o acto de entronização.

 

Havelange-3

 

O Confrade Frederico Martins foi entronizado como "Cavaleiro de Honra" da Confraria.

 

Havelange-4

 

A Confraria com o Grão-Mestre da Confraria aniversariante.

 

Havelange-5

 

 

Confraria do Bacalhau em Rochefort na Bélgica

 

No passado dia 21 de Junho a nossa Confraria esteve presente no XXXIII Capítulo da Confraria da Grusalle e Trappistes Rochefort, na vila de Rochefort na Bélgica, através da presença do Confrade Frederico Martins.

As atividades do dia iniciaram-se com a cerimónia da "Trappistes Rochefort de honra", onde se pôde degustar a cerveja de um novo lote de produção.

 

Rochefort-5

 

Esta cerveja artesanal é produzida pelos monges locais, na Abadia de  Notre-Dame de Saint-Remy desde 1595 e a quantidade produzida é limitada voluntariamente, por questões legais.

Presentemente são produzidos cerca de 300 hectolitros semanalmente.

A cerveja é apresentada em garrafas de 33cl. e com as seguintes variações:

  • Trappistes Rochefort 6, a mais antiga, de capsula vermelha e com uma graduação de 7,5º.
  • Trappistes Rochefort 8, intitulada "a Especial", de capsula verde e com uma graduação de 9,2º.
  • Trappistes Rochefort 10, intitulada "a Maravilhosa", de capsula azul e com uma graduação de 11,3º.

Seguidamente efetuou-se o habitual desfile pelas ruas de Rochefort.

 

Rochefort-1

 

Após o desfile, iniciou-se a cerimónia de entronização de novos Confrades e "Companheiros de Honra".

 

Rochefort-6

 

Rochefort-2

 

O Grão-Mestre da Confraria com a Confraria do Bacalhau.

 

Rochefort-3

 

Por último, tirou-se a foto de família e o almoço de confraternização decorreu no centro cultural local.

 

Rochefort-4

 

 

Bobby Chin (Planet Food) e a Confraria


 

Planet Food com Bobby Chin e a Confraria Gastronómica do Bacalhau
Temporada 10 - Programa 2 em re-emissão no Travel Channel.
Entretanto, fotos com a Confraria e não só ... podem ser vistas neste endereço

 

 

 

Confraria do Bacalhau em Namur na Bélgica

 

No passado dia 7 decorreu na cidade Belga de Namur o Capítulo da Confrerie du Bietrumé et de la Blanche de Namur com a presença de 47 Confrarias da Bélgica, França, Itália e Portugal que esteve representado por quatro Confrarias, do Bacalhau (Ílhavo), Nabos e Companhia de Carapelhos – Mira, Pinhal do Rei de Leiria e Ordem dos Companheiros de São Vicente.

As atividades do dia iniciaram-se com um saboroso pequeno-almoço e recepção de “Copo de Amizade” na Câmara Municipal.
Seguidamente, deu-se início à cerimónia de Entronização na igreja de São João Baptista, onde após a entronização dos Confrades Efetivos, foram também entronizados com o título de “Companheiros de Honra”, Frederico Martins da Confraria Gastronómica do Bacalhau e Carina Albuquerque da Confraria do Pinhal do Rei de Leiria entre outros.
A Confrerie du Bietrumé et de la Blanche de Namur, tem por objectivo principal a defesa e divulgação da gastronomia da região de Namur com especial incidência na cerveja “Blanche de Namur” a qual foi considerada a melhor do mundo em 2009 e no doce regional na forma de um Caramelo, feito com manteiga, natas, chocolate e avelã torrada. A Confraria desenvolve igualmente apoio a associações da região nomeadamente junto de crianças doentes e carenciadas, e a terceira idade é outra das preocupações sociais desta Confraria Belga.

 

As atividades do dia iniciaram-se com um saboroso pequeno-almoço, seguido de um desfile pelas ruas de Namur.

 

Namur-1

 

Após o desfile os Confrades foram recebidos na Câmara Municipal para uma recepção de “Copo de Amizade”, onde o Presidente pôde adereçar algumas palavras, a que se seguiu a habitual foto de família.

 

Namur-2

 

Namur-3

 

Namur-4

 

Seguidamente, deu-se início à cerimónia de Entronização na igreja de São João Baptista, onde após a entronização dos Confrades Efetivos, foram também entronizados com o título de “Companheiros de Honra”, Frederico Martins da Confraria Gastronómica do Bacalhau e Carina Albuquerque da Confraria do Pinhal do Rei de Leiria entre outros.

 

Namur-5

 

A Confrerie du Bietrumé et de la Blanche de Namur, tem por objectivo principal a defesa e divulgação da gastronomia da região de Namur com especial incidência na cerveja “Blanche de Namur” a qual foi considerada a melhor do mundo em 2009 e no doce regional na forma de um Caramelo, feito com manteiga, natas, chocolate e avelã torrada. A Confraria desenvolve igualmente apoio a associações da região nomeadamente junto de crianças doentes e carenciadas, e a terceira idade é outra das preocupações sociais desta Confraria Belga.

 

 

 

Festival do Bacalhau 2014

 

Festival_Bacalhau_2014

 

 

Bacalhau com Algas

 

Uma inovação com características notáveis.

 

A Confraria Gastronómica do Bacalhau, juntamente com a empresa Alga Plus, sedeada em Ílhavo, promoveram um encontro gastronómico para o desenvolvimento de novos pratos. Assim, o Confrade de Honra e Chef oficial da Confraria – Jorge Pinhão, ladeado por Maria Helena Abreu (Alga Plus), no Restaurante Bela-Ria, desenvolveram uma Feijoada de Samos de Bacalhau com Algas. Também, no que concerne às entradas, foi testada a substituição da salsa nas pataniscas de bacalhau por duas espécies de algas, cujo resultado foi excelente. Com efeito, tanto na feijoada como nas pataniscas de bacalhau, as algas deram um acrescento notável. A feijoada ficou com um molho ligeiramente mais gelatinoso, fruto das propriedades intrínsecas das algas. Nas pataniscas, as algas eleitas foram a Nori e a Musgo de Irlanda, no respeitante à feijoada, repetiu-se a segunda, no entanto teve o acompanhamento da Alface-do-mar.

 

Bacalhau_Algas

 

As algas utilizadas são produzidas na Ria de Aveiro, num sistema de aquacultura sustentável, valorizando todo o conhecimento científico patente na empresa, fruto de muita investigação e das boas ligações à Universidade de Aveiro. A produção existente destina-se, principalmente, ao mercado externo, sendo exportadas para diversos locais do mundo, conforme informou Maria Helena Abreu.

 

As algas são uma excelente fonte de iodo, assim como o ferro, potássio, cálcio, cobre, magnésio e o zinco, ajudando a combater, entre outras, a anemia. A maioria das algas contém ainda betacaroteno (provitamina A) e algumas das vitaminas do complexo B, tendo um elevado teor de fibras. Como são muito ricas em carotenos, podem ter um efeito protector contra a mutação de certas células cancerígenas.

 

A Confraria Gastronómica do Bacalhau tem procurado desenvolver e promover novos pratos e, principalmente, novos conceitos de culinária que aportem valor a um dos símbolos do país – o Bacalhau.

 

 

 

 

 

2014 Confraria Gastronomica do bacalhau. Todos os direitos são reservados